Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

APRESENTAÇÃO DO CASO
Masculino, 79 anos, adenomegalia inguinal.

Adenomegalia Inguinal

Comentários:

  • Nas imagens acima observa-se um folículo linfóide remanescente com imunopositividade com os anticorpos anti CD3 (linfócitos T) e CD20 (linfócitos B) e rodeado por células neoplásicas positivas com o anticorpo anti mieloperoxidase (mieloblastos).
  • A infiltração linfonodal por leucemia mielóide aguda (LMA) é pouco freqüente e, tendo adenomegalias como primeiro sintoma, é bastante rara.
  • Morfologicamente pode ser muito difícil de realizar o diagnóstico de LMA em biópsias de linfonodo sem diagnóstico prévio - as células médias a grandes com citoplasma moderado, núcleo redondo ou ovalado e núcleolo geralmente evidente podem simular alguns linfomas, particularmente o linfoma de grandes células. Nestes casos, a imuno-histoquímica é ferramenta essencial para o correto diagnóstico, uma vez que a pesquisa de antígenos linfóides (ex.: CD3, CD7, CD20, CD79a) será negativa e os antígenos mielóides serão positivos (ex.: mieloperoxidase, lisozima, antígeno mielóide específico).
  • CUIDADO: alguns antígenos muito utilizados para diagnóstico de linfócitos T, como o CD45RO e o CD43, são positivos também em células mielóides normais e neoplásicas, podendo, num caso como este, induzir ao diagnóstico de linfoma de células T.



O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player



O Fonte Medicina Diagnóstica participa do controle de qualidade internacional - United Kingdom Quality Assessment Scheme for immunocitochemistry (UK-NEQAS-ICC)e o PICQ da SBP. Temos também licenciamento da Vigilância Sanitária, além de inédito controle interno de qualidade desenvolvido por nós.
Leia Mais
Copyright 2011 | Fonte Medicina Diagnóstica Ltda. © 2011 - Todos os direitos reservados. Web Design by marcelonevesdesign.com